» Notícias
OPINIÃO
Magno Malta acusa organizadores da Parada Gay de intolerância religiosa: “Passaram do limite”
junho 9, 2015

Nesta segunda-feira (8), o senador Magno Malta entrou com uma representação criminal na Procuradoria Geral da República contra os organizadores da Parada Gay, que aconteceu em São Paulo, no último domingo (07) e fez uso indevido de ícones religiosos, como crucificações e distorções da imagem de Jesus Cristo.

 

O parlamentar fez a representação em nome da Frente Parlamentar Mista da Família – recentemente criada com grande adesão de senadores e deputados -, acusando os organizadores do evento de terem cometido os crimes de vilipedio, intolerância religiosa e escárnio.

 

Malta também solicitou que o Ministro dos Direitos Humanos e ao Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa tomassem providências com relação ao ocorrido.

 

É de se estranhar que, apesar do nome, o ‘Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa’ ainda não tenha se pronunciado com relação a, não apenas este fato mais recente, ocorrido na 19ª Parada do Orgulho LGBT, mas também a outros ocorridos no qual o Cristianismo foi visivelmente desrespeitado.

 

Patrocínio da Petrobrás e da Caixa Econômica Federal
Além da representação criminal feita na Procuradoria, o senador também enviou um Ofício à Petrobras e outro à Caixa Econômica Federal, questionando o valor gasto no patrocínio ao evento.

 

Em discurso feito no Senado, esta segunda-feira (8), o Magno Malta expressou o seu repúdio aos atos desrespeitosos, que fizeram mau uso de ícones ligados a religiões.

 

Discurso
“Expresso o meu repúdio, a minha insatisfação à maneira indigna como se comportaram, afrontando uma sociedade cristã deste país. Dois anos atrás eles [movimento LGBT] foram à avenida e levaram símbolos religiosos, da Igreja Católica e o usaram em posição sexual, em pleno desrespeito a um povo, os católicos deste país. Mas no final de semana passado, eles passaram dos limites”, protestou.

 

Clique no vídeo abaixo para conferir o discurso feito por Magno Malta no Senado, esta segunda-feira (8):

 

 

“Movimento LGBT”?
Também nesta segunda-feira (8), a psicóloga cristão publicou em seu perfil do Facebook, o vídeo de uma jovem homossexual que pediu desculpas pelas atitudes desrespeitosas expostas nesta 19ª Parada do Orgulho LGBT.

 

“Peço desculpas por esta barbaridade que este movimento LGBT fez. Foi ridículo. Eles não falam por mim. Queria pedir desculpas à comunidade por estas cenas ridículas. Foi uma falta de respeito. Me desculpem os gays que são a favor [do movimento LGBT], mas eu acho que para termos respeito, também precisamos dar respeito. Não podemos querer que as pessoas ‘engulam’ a gente à força”, declarou a jovem que não teve o seu nome mencionado.

 

Fonte: PortalGuiame